O Poleiro
REVISTA DE VINHOS Nº 226

REVISTA DE VINHOS Nº 226

setembro, 2008

INGREDIENTES (Receita para 4 pessoas)

  • 1 Frango de 1,5kg
  • 800g de castanhas descascadas
  • 2 cebolas grandes
  • 2 dentes de alho
  • 200g de banha
  • 2 dl de azeite
  • 1 folha de louro
  • 1 colher de sopa de pimentão doce
  • 1 pitada de pimenta
  • 50g de gengibre ralado fresco
  • 2 dcl vinho branco
  • 1 dcl vinho do porto
  • Sal Q.B.

Para o arroz de frutos secos

  • 200g de arroz
  • 150 frutos secos pinhões e soltanas
  • 1 cebola pequena
  • 1 dente de alho
  • 1 dcl azeite
  • Sal Q.B.
  • 1 dcl de vinho do porto

PREPARAÇÃO

Corte o frango em pedaços. Tempere com alho, louro, pimentão doce, pimenta, sal e vinho branco. Deixe a marinar durante 5 a 6 horas.

Refogue as cebolas com azeite e alho levemente num tacho e adicione o gengibre.

Deterra a banha numa frigideira e ponha os pedaços de frango bem escorrido em lume médio e deixe aloirar ligeiramente e à medida que vão aloirando passe os bocados de frango para o tacho.

Junte as castanhas à calda da marinada e deixe ferver em lume brando. Vá agitando o tacho e borrife com vinho do Porto.

No fim adicione um ramo de salsa e mantenha o tacho tapado.

PARA O ARROZ

Ponha os frutos secos de molho no vinho do Porto e faça o refogado com azeite, cebola e alho.

Junte os frutos secos com a calda de Porto, acrescente àgua e coloque o arroz, que deve ficar seco.

Por fim sirva o frango bem quente e acompanhe com uma salada de alface.

Frango no tacho com castanhas e arroz de frutos secos

A cozinha deste O Poleiro que antes de ser restaurante foi lugar de venda de galináceos, é do mercado e de muito apuro sápido. É um prazer sentarmo-nos a uma das suas poucas mesas para comer, competentemente cozinhados, os produtos que são comprados todos os dias nos mercados lisboetas ou são selecionados nos melhores lugares, como é o caso dos enchidos de porco bísaro, que chegam de Montalegre. Há petiscos como peixinhos da horta, petingas fritas com broa de milho, salada de polvo, figos com presunto pata negra, entre outros. Por vezes há uns belíssimos bolinhos de bacalhau, rissóis e bolinhas de carne picada, tudo recomendável.

Emblemas da culinária da casa são o arroz de línguas de bacalhau com arroz de grelos, o raro e excelente arroz de favas com entrecosto frito temperado com alho ou a barriguinha de porco grelhada com massa manga de capote guisada com feijão vermelho.

No dia a dia, com ementas que variam de acordo com o mercado, há peixes frescos para a grelha, cabrito e coelho manso assados no forno, naco de porco e muitos etceteras. Há ainda uma oferta de queijos portugueses de qualidade, bem como doces, entre eles o leite creme. A carta de vinhos é das boas, com um serviço a condizer. Há cofre de charutos. Há simpatia e eficiência no serviço.

A casa é muito afreguesada. Por isso é prudente não se ir a O Poleiro sem marcação prévia de mesa. No seu estilo, é dos melhores restaurantes de Lisboa e de Portugal.

VOLTAR

FACEBOOK

O POLEIRO

Rua de Entrecampos 30 A
1700-158 Lisboa
Telefone: 217 976 265
GPS: N. 38º 44' 44.08'' W. 9º 8' 45.56''
Tripadvisor: O POLEIRO

HORÁRIO

  • Segunda a Sábado
    12:15 - 15:00
  • Segunda a Sábado
    19:15 - 23:00
  • Domingo
    Fechado
Top